terça-feira, 15 de junho de 2010

LV



poesia, te escrevo cinzas
visto que não passa d
oquesobr
as



an

ou
ld






memory. ..







memory...

memory...






memory ...

memory...






MEMORY

memory...





me


m




or








y








...


















aqui e ali
.

essa coisa...




poema :
túmulo-útero


negro e estrelas





en(car/o
ceano

de frente



proteus brinca com a minha mente

mas



nem ele sabe o que vai vir

e oq virá será dessa mesma maneira




procurar poesia

é ter alguma relação profunda com














cinzas





















(vá clicando na imagem acima para ampliá-la)
















E digo um pouco mais, caríssimos que pisam pés em nuvem... Digo: tal como colaria bem ao seu hábito e, vejamaqui o que proponho por enfiando sempre em frente, tal como diria, mais precisamente, o Dr Jacques Locan... eis o que ponho aqui! meus senhores, nada mais nada menos que isso-sim, meus caros, amigos, isso-sim, é um sim-nau de verdade!

















Nenhum comentário: