quinta-feira, 7 de outubro de 2010

LXXIX





assim eu ouvi:

aos dezenove (ou vinte e nove) anos
o abençoado
estando de saco cheio
da putaria fácil do dia a dia na casa dos shakyas
atormentado pela inconsistência de todas as formas
e repleto de compaixão pelo mundo
decidiu:


PULANDO FORA





" (...) e bastante já foi visto

tanto que no ar s´espelha a visão

e muito
o suficiente já possuí
a música das cidades
à noite
e sob o sol e sempre

também daqui conheço demais:
ah! os lábios de yashodhara

vou buscar o que é de fato belo para durar


eterna

mente


entre afetos e ruídos novos: partida"

























Nenhum comentário: